Ceará X Atlético/GO: o que está em jogo, onde assistir e prováveis escalações

Vindo de duas vitórias seguidas fora de casa contra Vasco e Bahia, que o alçaram para a parte de cima da tabela, Alvinegro joga em casa e espera vencer a terceira seguida na Série A, prolongando assim o grande momento na elite

O Ceará vive um momento especial na Série A do Brasileiro após duas categóricas vitórias seguidas fora de casa, contra Vasco (4x1) e Bahia (2x0), saltando para a 9ª colocação e 32 pontos na tabela.

A ótima colocação, ocupando a zona da Copa Sul-Americana, já dá tranquilidade quanto à permanência na Série A do Brasileiro, já que são 8 pontos de vantagem para o Vasco, como também mantém um sonho vivo de uma vaga na Pré-Libertadores, ao estar 6 pontos do Inter, 6º colocado.

Ouça o CearáCast

 

Powered by RedCircle

 

E para manter todos estes objetivos paralelos sob controle, o Vozão espera conquistar a 3ª vitória seguida, agora jogando em casa contra o Atlético/GO, às 21 horas, no Castelão, pela 25ª rodada.

O duelo coloca frente a frente clubes em momentos distintos. Enquanto o Vovô vem de 5 jogos de invencibilidade, o Dragão só venceu um jogo dos últimos 5, sendo a última derrota diante do Goiás por 1 a 0 na segunda-feira que passou. A queda de produção do time goiano o fez cair para a 15ª colocação com 28 pontos.

O lateral-esquerdo Bruno Pacheco espera que a equipe mantenha o nível dos últimos jogos e supere mais um adversário.

 

Legenda: Bruno Pacheco é um dos atletas mais regulares do Ceará
Foto: Thiago Gadelha / SVM

 

“Temos pretensões no campeonato e queremos estar sempre na primeira parte da tabela. Não tem jogo fácil, todos são difíceis e não podemos desprezar o adversário, mas para buscar algo grande precisamos pontuar e buscar vitórias, ainda mais jogando em casa e num confronto direto. É uma partida importante para ficar nessa primeira parte da tabela e buscar coisas grandes”, completa.

Seu companheiro de defesa, o zagueiro Tiago Pagnussat, em entrevista ao Debate Jogada, destacou a ambição do Ceará na tabela, e classifica os jogos de hoje e o Clássico-Rei contra o Fortaleza, no dia 20, ambos no Castelão, como finais de campeonato.

“Com certeza queremos a pré-Libertadores, se for para viajar longe que seja Libertadores. Mas brincadeiras de lado, temos meta de ficar nessa parte alta da tabela e, jogo a jogo, vamos tendo condições de buscar uma Sul-Americana. Sabemos das limitações, e somos humildes, mas trabalhamos bastante e chegamos no limite, isso é uma equipe vencedora. Temos Atlético-GO e Clássico-Rei, e se a gente vencer nos coloca em condição melhor, cada jogo será uma final”, disse, confiante, o defensor alvinegro.

Sem Vina

 

Legenda: Vina é o artilheiro do Ceará e o líder de assistências da equipe na temporada
Foto: Camila Lima / SVM

 

Embora o momento seja amplamente favorável ao Alvinegro, o time terá que superar um desfalque de peso para o confronto: Vina, suspenso pelo 3º cartão amarelo. A importância dele para o time na temporada é imensurável, pelo número de gols, 14, e assistências, 18. 

Sem ele, o técnico Guto Ferreira tem opções variadas: Wescley, Felipe Silva e Saulo Mineiro. O primeiro é o favorito para assumir a vaga, já que vem entrando com constância no decorrer do jogo, embora Felipe também seja um meia armador e tenha chance de iniciar o jogo.

Já Saulo corre por fora para assumir a vaga de Vina, por ser um atacante, mudando assim o esquema tático. Saulo vem se destacando no Vovô, e marcou gols diante de Vasco e Bahia, mesmo entrando no 2º tempo.

Ficha técnica

Ceará x Atlético-GO

Competição: Série A do Brasileiro - 25ª rodada

Estádio: Castelão, em Fortaleza (CE)

Data: 12 de dezembro - 21 horas

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden-RS.

Transmissão: ao vivo na Rádio Verdes Mares e Premiere. Em tempo real no Diário do Nordeste.

Ceará: Richard; Samuel Xavier, Tiago Pagnussat, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho, Fernando Sobral, Wescley e Lima; Léo Chú e Cléber. Técnico: Guto Ferreira.

Atlético-GO: Jean; Dudu, Gilvan, Éder e Nicolas; Willian Maranhão, Marlon Freitas e Matheus Vargas; Chico, Janderson e Zé Roberto. Técnico: Marcelo Cabo.

Fonte, DN

Comentários