Empresário de Tianguá preso suspeito de tráfico aparece ostentando maços de dinheiro em vídeo

O homem é investigado por integrar esquema criminoso de tráfico de drogas na região da Serra da Ibiapaba

A polícia identificou mais três pessoas suspeitas de integrar um esquema criminoso de tráfico de drogas na região da Serra da Ibiapaba e Região Norte do Ceará. Entre elas, está o empresário do ramo de construções, Victor Marques Tomás, 32 anos, que aparece em vídeo, publicado em uma rede social, ostentando maços de dinheiro dentro de um carro. Além dele, outras duas pessoas foram presas na última quarta-feira (9), em Fortaleza. Ao todo, 16 kg de drogas foram apreendidos. 

No vídeo obtido pela polícia, Tomás aparece com vários maços de dinheiro na mão, com notas de R$ 100 e R$ 50, jogando o dinheiro no painel do carro. Durante a gravação ele diz que “só anda liso”, mostra o dinheiro e chama as pessoas para apostar. 

“Já disse e repito: eu sozinho, Victor Marques, aposto com vocês tudim, eu aguento vocês tudim. Quem tiver coragem, traz pra mim. Eu só ando liso, eu. Ando assim, ó. Olha aí como é que tá. Será que dá? Dá pra nós apostar? Tem apostador aí, tem? Vão contando, vão”, diz o suspeito de tráfico. 

 

 

As investigações sobre o esquema criminoso iniciaram em Crateús, a partir de prisões de outros traficantes. Os capturados passaram informações para a polícia de onde a droga vinha, levando aos suspeitos presos em Fortaleza e Ubajara.  

“Com as prisões que são feitas, todos os procedimentos e levantamento de inteligência e troca de informações, aos poucos nós vamos conseguindo desarticular essas associações criminosas”, comentou o delegado Renê Mesquita, titular da Delegacia Regional de Crateús. 

Prisões em Ubajara 

As primeiras prisões de integrantes do esquema de tráfico ocorreram no dia 2 de outubro. São eles o empresário Paulo Martins Bráz, de 38 anos, e Erivalda Pereira da Silva, de 49 anos, moradora da região que guardava a droga dos traficantes em um sítio na zona rural de Ubajara, município onde essas duas prisões ocorreram. Na ocasião, 21 kg de drogas foram apreendidos. 

Os dois foram autuados por tráfico e associação para o tráfico de drogas. 

Bráz foi preso quando estava prestes a receber uma nova carga de drogas. As investigações apontam que os entorpecentes seriam repassados por Tomás, preso na última quarta (9). A polícia acredita que os dois usam a atividade empresarial no ramo de construção para tentar despistar o crime de tráfico. 

Com a prisão de Bráz, a polícia chegou até Tomás e mais dois suspeitos. Francisco Gean Souza Almeida, 38 anos, suspeito de distribuir a droga na região de Tianguá, e Carlito de Paiva Souza, 34 anos, preso por guardar o entorpecente em um sítio no município. A droga foi encontrada enterrada em baldes.  

As investigações sobre o esquema criminoso continuam. O próximo passo é analisar o patrimônio dos suspeitos de tráfico.

Fonte, DN

Comentários