Cadastro biométrico: TRE-CE prepara mutirão de atendimento e tira dúvidas; confira

De 11 a 29 de novembro, 120 guichês serão disponibilizados no Centro de Eventos para os eleitores que ainda não realizaram o procedimento

A menos de 30 dias para o fim do prazo do recadastramento biométrico em Fortaleza, 582.696 eleitores da Capital ainda não procuraram um posto de atendimento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) para fazer a biometria. A quantidade representa 32,45% do total pessoas aptas a votar (1.795.690) na Cidade.

Para cadastrar o máximo de eleitores possíveis até o fim do prazo, o TRE-CE realizará um mutirão no Centro de Eventos, entre os dias 11 e 29 de novembro - data-limite para a realização do procedimento em Fortaleza. Ao todo, 120 guichês serão disponibilizados para atender a alta demanda. O cadastramento biométrico ocorrerá de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, e aos sábados e domingos, das 8h às 12h.

A coordenadora de administração do cadastro eleitoral do TRE-CE, Lorena Belo, explica que filas e esperas serão inevitáveis nos postos, por conta da grande quantidade de eleitores que deixaram para fazer a biometria na "última hora".

 

De 11 a 29 deste mês, a Central de Atendimento ao Eleitor, na Praia de Iracema, não irá funcionar porque os equipamentos e servidores do prédio ficarão centralizados no mutirão. Como o prazo para realizar a biometria está próximo do fim, a coordenadora respondeu ao Sistema Verdes Mares algumas dúvidas frequentes de eleitores. Confira abaixo.

Como vai funcionar o mutirão?

Nós estaremos atendendo em regime de mutirão a partir do dia 11 de novembro até o último dia da revisão biométrica, dia 29 de novembro, no Centro de Eventos do Ceará. Apenas não teremos atendimento no dia 15 de novembro, feriado nacional.

O atendimento vai ser demorado?

A demora no atendimento é inevitável para quem deixa para essa época. Os postos estavam tranquilos. Então, esse eleitor que deixou para última hora, para o final do prazo, infelizmente vai ter que esperar, porque a demanda é muito maior do que a nossa capacidade.

Por que o agendamento pela internet tem apresentado problemas?

Nós enfrentamos alguns problemas nessa manhã (de segunda-feira, dia 4), mas o processo já foi normalizado. O que ocorre é que, às vezes, as vagas acabam rapidamente, justamente porque a procura está muito alta.

É melhor o eleitor ir diretamente ao posto ou que ainda tente agendar?

É preciso que o eleitor entenda que, se ele for diretamente ao posto, provalmente não consiga ser atendido, porque as agências já estão totalmente preenchidas e os postos ainda precisam garantir atendimento às prioridades legais. A minha sugestão é que se ele não está conseguindo agendar no momento, aguarde o início do mutirão a partir da segunda-feira, porque o ambiente estará mais apto para atender uma maior demanda.

Quais são as penalidades para o eleitor que não fizer a biometria?

Aquele eleitor que perder o prazo estabelecido tem o título cancelado. Uma vez com a inscrição eleitoral cancelada, ele não poderá votar nas eleições de 2020. E não estando quite com a Justiça Eleitoral, há várias atividades que ele não poderá fazer, como emitir ou renovar passaporte; fazer empréstimo em bancos públicos; tomar posse em cargo público; se for servidor público, ficará impedido de receber salário; dificuldade para receber benefícios sociais.

Os eleitores que não são obrigados a votar, como os menores de 18 anos e os idosos acima de 70, precisam fazer a biometria?

O título eleitoral vai ser cancelado para todos aqueles eleitores inscritos que não fizeram o cadastramento biométrico dentro do prazo. Eleitores com 16 e 17 anos devem manter a regularidade do seu título, porque o voto não é obrigatório agora, mas quando eles fizerem 18 anos o voto se torna compulsório. Mas eles não estão obrigados.

Já eleitores com mais de 70 anos precisam fazer a biometria apenas se desejarem continuar votando. Do contrário, a inscrição eleitoral será cancelada, mas não irá gerar nenhum repercussão negativa em outra seara. Se esse eleitor tiver alguma repercussão negativa, ele deve procurar a Justiça Eleitoral para reverter a situação, porque ele não é mais obrigado a votar.

Fonte, DN

Comentários