13 de junho de 2018 às 12:39

Polícia prende brasileira que foi primeira-dama de El Salvador

Foi presa nesta terça-feira (12) a ex-primeira-dama de El Salvador Vanda Pignato, que é brasileira. Ela é acusada de ter participado de um esquema comandado por seu marido, o ex-presidente Mauricio Funes, que teria desviado US$ 351 milhões (R$ 1,3 bilhão)

Foi presa nesta terça-feira (12) a ex-primeira-dama de El Salvador Vanda Pignato, que é brasileira. Ela é acusada de ter participado de um esquema comandado por seu marido, o ex-presidente Mauricio Funes, que teria desviado US$ 351 milhões (R$ 1,3 bilhão) dos cofres públicos. 

Um juiz tinha ordenado na segunda (11) a prisão da ex-primeira-dama, que é ligada ao PT, por lavagem de dinheiro de US$ 165 mil (R$ 611 mil). Ela foi detida pela polícia nesta terça.

Na semana passada, a Justiça já tinha ordenado a prisão de Funes e de 30 de seus aliados, incluindo dois filhos. O ex-presidente, porém, continua solto porque vive desde 2016 na Nicarágua. 

Funes assumiu a Presidência em 2009, levando ao poder o partido formado a partir da antiga guerrilha de esquerda FMLN (Frente Farabundo  Martí de Libertação Nacional), em campanha comandada pelo marqueteiro brasileiro João Santana.  

Ele deixou o cargo em 2014, sendo substituído por seu vice e atual presidente, Salvador Sanchez Ceren. 

Em nota, Ceren disse que apoia a decisão da Justiça e todas as medidas que ajudem a combater a corrupção. Já Funes afirmou pelas redes sociais que não cometeu nenhum crime e disse que as acusações contra ele e sua família são políticas e orquestradas por grupos conservadores. 

Fonte: FOLHA

comentários

Estúdio Ao Vivo